Técnica Individual - Art. 06

- MEIOS DE ATAQUE

- Exercícios para a Aprendizagem e o Aperfeiçoamento dos Meios de Ataque - Parte III.

- Sequência de Exercícios no 03.

 

Objetivos: - coordenação e velocidade dos movimentos;
  - equilíbrio do corpo - no ar - para a execução dos golpes.

 

19 - O jogador afastado cerca de 1 metro, perpendicularmente em relação à rede, segurando uma bola com as duas mãos, na altura da cintura. O exercício consiste em alçá-la sobre sua própria cabeça, de maneira tal que tenha tempo para saltar, executar os movimentos do tronco e dos braços e, no ponto morto da impulsão, executar uma Cortada para a quadra oposta.

20 - Idem 19, com o jogador, agora, afastado cerca de 2 metros. Neste exercício ele alça a bola ligeiramente à sua frente. Dá uma passada bem longa, salta, realiza os movimentos do tronco e dos braços e corta a bola para quadra oposta.

21 - Idem 21, agora, afastado 3 metros da rede. Alça a bola um pouco mais para frente, dá duas passadas, salta, executa os movimentos do tronco e dos braços e dá uma Cortada para a quadra oposta.

 

Nota

Dois aspectos importantes a serem observados, sobretudo no processo de aprendizagem:

1 - nos três exercícios a bola deve ser golpeada a uma distância de, no máximo, 1 metro afastada da rede; de maneira alguma, mais próxima da rede. A proximidade com a rede tolhe os movimentos dos braços;

2 - a altura da rede deve ser proporcional à estatura do aprendiz; no caso de crianças, uma adequação válida é abaixar um pouco a rede.

 

22 - Idem 19, com o jogador saltando sem passada e atacando por meio de uma "Largada" ("Cut"/Caixinha, "Shot"/Meia-Batida, Soco, "Lob").

23 - Idem 20, com o jogador executando uma passada e atacando com uma "Largada" ("Cut"/Caixinha, "Shot"/Meia-Batida, Soco, "Lob").

24 - Idem 21, com o jogador executando duas passadas e atacando com uma "Largada" ("Cut"/Caixinha, "Shot"/Meia-Batida, Soco, "Lob").

 

Nota

Nos exercícios 22, 23 e 24 o ataque é por meio de "largada". Coloquei entre parênteses todos tipos. Todavia, é recomendável realizar uma série com cada qual; só com "Cuts"/Caixinha, só com Soco, e assim por diante.

 

 

Vamos partir do pressuposto de que as passadas, o salto, o equilíbrio do corpo e os movimentos do tronco e dos braços foram bem aprendidos, assimilados. Nos próximos exercícios, os treinador/professor alçará a bola, como em um levantamento, para que os atletas pratiquem os meios de ataque. Importante: as duas passadas, que precedem o salto, devem ser dadas no momento em que a bola é alçada; nem antes nem depois.

 

25 - O professor/treinador alçando a bola. O jogador, afastado cerca de 1 metro da rede, salta (sem passada) e executa os movimentos do tronco e dos braços e ataca por meio de uma Cortada, para a quadra oposta.

26 - Idem 25, com uma passada, salto e Cortada.

27 - Idem 25, com duas passadas, salto e Cortada.

28 - Idem 25, com o ataque, sem passada, por meio de uma "Largada" ("Cut"/Caixinha, "Shot"/Meia-Batida, Soco, "Lob").

29 - Idem 26, ataque com uma passada, por meio de uma "Largada" ("Cut"/Caixinha, "Shot"/Meia-Batida, Soco, "Lob").

30 - O professor/treinador alçando a bola. O jogador afastado, cerca de 1 metro da rede, aguarda o momento exato para saltar. Durante a ascensão do corpo ele eleva os dois braços e, no momento do golpe, aponta a bola com o dedo indicador da mão esquerda e executa a Cortada com a mão direita; e/ou vice-versa.

 

Nota

Na foto a seguir, o educativo de apontar a bola com o dedo indicador da mão esquerda, por ocasião da ascensão do corpo. Os dois braços se elevam. Tem-se a impressão de que o golpe será dado com as duas mãos. Ambos os braços, o momento do golpe, estão muito próximos da bola.

 

 

 

 

31 - Idem 30, com o jogador afastado 2 metros da rede. Dá uma passada, salta, aponta a bola com o dedo indicador da mão esquerda e executa a cortada com o braço esquerdo; e/ou vice-versa.

32 - Idem 31, com o jogador afastado 3 metros. Dá duas passadas, salta, aponta a bola com o dedo indicador da mão esquerda e executa a cortada com o braço esquerdo; e/ou vice-versa.

33 - Idem 30, com o ataque (sem passada) por meio da "Largada" ("Cut"/Caixinha, "Shot"/Meia-Batida, Soco, "Lob").

34 - Idem 31, com o ataque (com uma passada) por meio da "Largada" ("Cut"/Caixinha, "Shot"/Meia-Batida, Soco, "Lob").

35 - Idem 32, com o ataque (com duas passadas) por meio da "Largada" ("Cut"/Caixinha, "Shot"/Meia-Batida, Soco, "Lob").

 

 

- Aspectos a serem observados durante a execução dos exercícios.

 

1 - Nesta sequência a primeira dificuldade, principalmente para as crianças iniciantes, é alçar a bola sobre sua própria cabeça. É comum tentarem alçar com apenas uma das mãos, não é recomendável. O movimento tem que se assemelhar aos realizados nas sequências anteriores, nos quais os jogadores seguram a bola com as duas mãos na linha da cintura e elevam até sobre a cabeça. No caso, no momento de alçar, o jogador tem que segurar também na altura da cintura e, quando houver o acerto, realizar o restante das ações, isto é: a flexão/extensão das pernas; o salto, os movimentos do tronco e dos braços e o golpe na bola.

Nenhum problema errar o lançamento da bola para cima. O atleta tem que se sentir à vontade para repetir, repetir... até fazer o lançamento correto. O que não pode ocorrer: alçar a bola erradamente e tentar ajustar-se para acertar o golpe. Quase sempre "a emenda fica pior que o soneto".

2 - Outra peculiaridade dificuldade difícil de contornar, mas que é o objetivo com os exercícios, é a de coordenar todos os movimentos no espaço de tempo compreendido entre a ascensão da bola e o momento exato do golpe. O professor/treinador tem que ter bastante paciência e estar atento às individualidades. Existem indivíduos com maior e menor coordenação. Alguns iniciantes têm sérios problemas e precisam ser ajudados. No caso, um bom recurso é o de o próprio professor/treinador alçar as bolas, pelo menos até que o iniciante adquira o mínimo de coordenação para executar os exercícios sem ajuda.

Nota

Pelo que está mencionado no item 2, é possível perceber o porquê e a importância da sequência pedagógica. Começamos com o jogador segurando a bola com as duas mãos, realizando os movimentos e lançando a bola para quadra oposta. Depois, com a bolinha de tênis. Enfim, são exercícios que estimulam a coordenação motora, de modo simples e gradativo.

 

3 - É extremamente importante atentar para os movimentos dos braços. Eles, primeiramente, auxiliam demais na impulsão, quer para o impulso quer para o alcance final. Depois, para o movimento final da cortada. O professor/treinador deve insistir para que os jogadores elevem os dois braços: razão do educatvo de apontar a bola.

Para se ter uma idéia, existem jogadores consagrados que saltam com o braço que não golpeia bola, estendido para baixo e colado ao corpo: isso é um impressionante fator limitante, para o salto e para o desembaraço do golpe na bola.

4 - Queiramos ou não, os iniciantes querem bater forte na bola; não, nunca permitir. O primeiro objetivo a ser alcançado é a aquisição das valências - sobretudo a coordenação - que contribuem para a execução correta da técnica, da habilidade.

5 - Erros mais frequentes:

a - alçar incorretamente a bola; tem que ser ri-go-ro-sa-men-te sobre a própria cabeça;

b - não utilizar os braços para saltar;

c - não realizar os movimentos do tronco com a amplitude correta;

d - não elevar os dois braços;

e - não estender corretamente o braço que golpeia a bola; e - golpear a bola incorretamente.

 

Nota

Com relação aos itens D e E, a referência ideal são as linhas - imaginárias - dos olhos e dos cotovelos. No momento que o jogador eleva os dois braços, a linha dos cotovelos chega à linha dos olhos. No momento do golpe, a linha do cotovelo do braço que golpeia a bola fica acima da linha dos olhos.

Nas fotos a seguir, Loyla (na praia) e Gustavo (na quadra) atacando por meio de cortada. Repare que o braço que golpeia a bola encontra-se acima da linha dos olhos. Os braços esquerdos, os que não golpeiam a bola, já se encontram em queda, mas é possível depreender que foram elevados.

 

 

           

 

Cont. no art. 07, com outra Sequência de Exercícios

 

Home

Ir para Menu Vôlei de Quadra

  Ir para Menu Estratégias/Táticas do Sistema Ofensivo - Vôlei de Praia  

 

Ir para Menu Estratégias/Táticas do Sistema Defensivo - Vôlei de Praia

Ir para Menu Vôlei de Praia