Estratégias/Táticas - Artigo 36

 

- Estratégia/Táticas Defensivas.

- Estratégias/Táticas - Coletiva.

- Tipos de Bolas que compõem as Combinações.

 

A Combinação de Ataque é uma ação coletiva que envolve dois ou mais atacantes, de modo vinculado, e atacando diferentes tipos de bolas, tendo em vista a conquista do ponto por meio do ataque. São elas.

1 - Bolas de Tempo/Bolas de 1o. Tempo/Primeira Bola.

2 - Meia Bola/ Segunda Bola.

3 - Bolas do tipo "Chutadas" nas Extremidades da Rede.

4 - Bolas do Fundo.

 


 

1 - Bolas de Tempo / Bolas de 1o. Tempo / Primeira Bola.

A Bola de Tempo é a base, o ponto de referência das Combinações. Podem ser atacadas:

- no terço central da rede;

- entre o terço central e a extremidade da rede correspondente à posição 2;

- entre o terço central e a extremidade da rede correspondente à posição 4;Nos diagramas a seguir, dois exemplos.

No diag. 1, as Bolas de Tempo Cabeça Frente (seta tracejada em azul) e Cabeça Atás (seta tracejada em vermelho), ambas finalizadas no Terço Central da Rede.

No diag. 2, a "Chutada" de Meio (seta tracejada em azul), no terço entre o Meio e a Entrada da Rede, e a China com 1 Pé na Saída da Rede (seta tracejada em vermelho), no terço entre o Meio e a Saída da Rede.

 

 

 


 

2 - Meia Bola / Segunda Bola da Combinação.

As Meias Bolas, também chamadas de Segundas Bolas da Combinação. De modo geral, são atreladas às Primeiras Bolas. São atacadas:

- próximas (no mesmo terço) ao ponto em que são levantadas as Bolas de Tempo, nos rodízios em que a equipe conta com 03 atacantes na rede (diag. 1 e 2);

- no ponto mais distante em que são levantadas as Bolas de Tempo, nos rodízios em que a equipe conta com 02 atacantes na rede.

- em fração de tempo imediatamente após em relação ao que são atacadas as bolas de tempo.

Nos diagramas a seguir, exemplos de quatro tipos de Segunda Bola.

No diag. 1a, dois exemplos. A Desmico para Trás (seta trecejada em vermelho), vinculada à Primeira Bola Cabeça Atrás (seta tracejada em vermelho claro). E a Mico (seta tracejada em azul), vinculada à Cabeça Frente (seta tracejada em azul claro).

No diag. 2a, mais dois exemplos. A Desmico (seta tracejada em vermelho), vinculada à China com 1 Pé na Saída da Rede (seta tracejada em vermelho claro). E a Desmico da "Chutada" (seta tracejada em azul), vinculada à "Chutada" de Meio (seta tracejada em azul claro).

 

Nota

Fiz questão de colocar as Bolas de Tempo a fim de demonstar que as Segundas Bolas são executada tendo as mesmas como base .

 

 

 

Nota

No voleibol de alta competitividade praticado atualmente, as Segundas Bolas são executadas também pelo atacantes do Fundo, pelas pos. 1 e 6. São atacadas, praticamente, no mesmo tempo das tradicionais (exibidas nos exemplos anteriores) e das Bolas "Chutadas", nas extremidades da rede. Logo, denominar a Meia Bola de segunda bola da combinação pode não ser, exatamente. apropriado.

 


 

3 - Bolas do Tipo "Chutada" nas Extremidades da Rede.

São bolas de trajetória retilínea, entre o ponto em que se encontra o levantador e que são levantadas as 1a e a 2a. Bolas (centro da combinação), e uma das extremidades da rede, no ponto mais distante do centro da combinação.

Nos dois diagramas a seguir, exemplifico com duas combinações diferentes. No diag. 1, uma Desmico para Trás. É composta por uma bola de tempo Cabeça Trás e pela 2a. Bola entre o centro da rede e a pos. 2. A Bola Chutada é atacada na pos. 4 (seta tracejada em verde), ponto mais distante em relação ao centro da combinação.

No diag. 2, uma Desmico da "Chutada". É composta pela bola de tempo "Chutada" de Meio e pela 2a. Bola entre o centro da rede e a pos. 4. A Bola "Chutada", no caso, é atacada na pos. 2 (seta tracejada em verde), ou seja, no ponto mais distante em relação ao centro da combinação.

 

 


 

4 - Bolas Atacadas do Fundo, por Jogadores da Zona de Defesa.

São bolas com trajetória rápida, levantada entre a linha que divide as zonas de ataque e de defesa e a rede (LA). São atacadas por jogadores da zona de defesa, que saltam atrás LA e a golpeiam já dentro da zona de ataque.

 

Nota

Atualmente alguns jogadores atacam as Bolas do Fundo praticamente na rede, como são os casos de Giba e Dante, ambos da Seleção Brasileira.

 

No diagramas que se seguem, exemplos das bolas Atacadas do Fundo fazendo parte das Combinações.

No diag. 6, a Bola de Tempo é a China com 1 Pé na Saída da Rede. O ataque do fundo (AF) é feito pela pos. 6 (seta tracejada em azul).

No diag. 7, a Combinação Desmico da "Chutada" de Meio cujo o centro se dá entre o meio e a pos. 4 da rede e o ataque do fundo (AF) pela pos.1 (seta tracejada em azul).

No diag. 8, a Combinação "Between" / Aquela cujo centro se dá entre o meio e a extremidade da rede (pos. 4). O ataque do fundo (AF) é realizado na pos. 5, no espaço propiciado pelo deslocamento do atacante da 2a. Bola (A2a.).

 

 

Nota

 

No Menu de artigos sobre Técnica Individual você encontra a execução (detalhadamente) de todas as bolas que compõem as Combinações de Ataque.

 

Cont. no art. 37 com a Classificação das Combinações de Ataque

Home

Ir para Menu Vôlei de Quadra