Estratégia/Tática - Artigo 04

Estratégia/Tática Coletiva - Defensiva

 

- Bolas Altas nas Extremidades da Rede - Estratégia com Bloqueio Simples.

 

- Procedimentos na Defesa.

A tendência no ataque da bola alta - diante de apenas um bloqueador - é a de que a trajetória da bola seja mais para baixo.

Nos diagramas a seguir, as disposições defensivas. Repare na linha tracejada em vermelho. Ela divide a Zona de Defesa em dois terços. Como o bloqueio simples o posicionamento defensivo deve ser um pouco mais adiantado do que o utilizado por ocasião dos bloqueios duplo e triplo. Ou seja, apenas o D6 fica último terço da quadra.

 

 


 

D1

- Ataque na Entrada da Rede da Quadra Oposta (diag. 1):

- defesa da bola que passa à direita do bloqueio;

- defesa da bola que toca no bloqueio e dirige-se para fora da quadra, pela linha lateral, próxima a que está posicionado;

- por opção tática, largada atrás do bloqueio;

- 2a. Ação da Defesa, isto é, no caso de uma primeira defesa de um dos companheiros - B4, D6 e D1 que estão posicionados à sua direita na quadra.

A defesa da bola "largada" atrás do bloqueio, dentro da Zona de Ataque, é atribuição de B3. Mais atrás, até o centro da quadra, cabe ao D1. No diag. 1 a região está destacada com linhas oblíquas em vermelho claro.

 

 

- Ataque na Saída da Rede da Quadra Oposta (diag. 2):

- defesa da bola que passa à direita do bloqueio;

- defesa da bola que toca no bloqueio e se dirige para fora da quadra, pela linha lateral direita e/ou de fundo da quadra;

- 2a. Ação da Defesa, isto é, no caso de uma primeira defesa de um dos companheiros - B1, D1 e D6 que estão posicionados à sua direita na quadra.

Repare que o posicionamento de D1 é bem dentro da quadra. Como o bloqueio é simples, o atacante adversário pode atacar bem para baixo.

 

D5

- Ataque na Entrada da Rede da Quadra Oposta (diag. 4):

- defesa da bola que passa à esquerda do bloqueio;

- defesa da bola que toca no bloqueio e dirige-se para fora da quadra, pela linha lateral, próxima a que está posicionado, e/ou pela linha de fundo.

- 2a. Ação da Defesa, isto é, no caso de uma primeira defesa de um dos companheiros - B1, D1 e D6 que estão posicionados à sua direita na quadra.

Repare que o posicionamento de D1 é bem dentro da quadra. Como o bloqueio é simples, o atacante adversário pode atacar bem para baixo.

 

- Ataque na Saída da Rede da Quadra Oposta (diag. 5):

- defesa da bola que passa à esquerda do bloqueio;

- defesa da bola que toca no bloqueio e se dirige para fora da quadra, pela linha lateral esquerda;

- 2a. Ação da Defesa, isto é, no caso de uma primeira defesa de um dos companheiros - B1, D1 e D6 que estão posicionados à sua direita na quadra.

A defesa da bola "largada" atrás do bloqueio, dentro da Zona de Ataque, é atribuição de B3. Mais atrás, até o centro da quadra, cabe ao D5. No diag. 4 a área está destacada com linhas oblíquas em vermelho claro.

D6

- Ataque na Entrada da Rede da Quadra Oposta (diag.6):

- defesa da bola que passa à esquerda do bloqueio, mais no fundo da quadra;

- defesa da bola que toca no bloqueio e sai pelas duas linhas laterais e/ou pela linha do fundo;

- 2a. Ação da Defesa, isto é, no caso de uma primeira defesa de um dos companheiros;

- por opção tática, defesa da bola - juntamente com o D1 - da bola que passa à direita do bloqueio, no fundo da quadra (D6 em vermelho)..

 

 

- Ataque na Saída da Rede da Quadra Oposta (diag. 7):

- defesa da bola que passa à direita do bloqueio, mais no fundo da quadra;

- defesa da bola que toca no bloqueio e sai pelas duas linhas laterais e/ou pela linha do fundo;

- 2a. Ação da Defesa, isto é, no caso de uma primeira defesa de um dos companheiros;

- por opção tática, defesa da bola - juntamente com o D5 - da bola que passa à esquerda do bloqueio, no fundo da quadra (D6 em vermelho).

 

B2

- Ataque na Saída da Rede da Quadra Oposta (diag. 8):

- defesa da bola que passa à direita do bloqueio, dentro da Zona de Ataque.

 

 

B4

- Ataque na Entrada da Rede da Quadra Oposta (diag. 1):

- defesa da bola que passa à esquerda do bloqueio, dentro da Zona de Ataque.

 

 

Nota

 

B3 - bloqueador central - está sempre na cobertura do bloqueio, para as bolas "largadas dentro da Zona de Ataque. Quando o mesmo é realizado pelos bloqueadores das extremidades (B2 e B4). Por opção tática, B3 pode ser o bloqueador, na extremidade da rede. De modo geral, quando um dos bloqueadores das extremidades não tem capacidade. No caso, B2 e B4 se incumbem das bolas "largadas".

- Nos diagramas 1 e 2, apresentei o posicionamento dos defensores de modo aproximado. Pode ser alterado. Um pouco mais para trás/frente, para direita/esquerda, enfim, pequenos ajustes. Por exemplo, B2 e o B4 (em verde) estão posicionados sobre a linha de ataque. Dependendo de suas capacidades para se deslocarem e/ou por opção tática, o posicionamento pode ser ajustado.

 

 

Cont. no art. 05 - Estratégia com Bloqueio Duplo.

Home

Ir para Menu Vôlei de Quadra