Preparação Física - Artigo 15

- Valências Orgânicas.

- Treinamento da Capacidade Aeróbica

- O Treinamento Orgânico Integrado (TOI) - Parte VII.

- Modalidade 3 - Exercícios de Bloqueio - II.

- Sequência de Exercícios de Bloqueio No 2 - Fundamento Após Deslocamento.

 

Dando continuidade aos exercícios de bloqueio, chegamos a um ponto que requer bastante atenção para as considerações que se seguem.

1 - A ação final do bloqueio depende de alguns fatores, isto é: do deslocamento para o posicionamento adequado, em relação ao ponto em que a bola é atacada, e da correta execução do fundamento. Os exercícios da Sequência cumprem a finalidade de contribuir para aperfeiçoar a coordenação entre o deslocamento e a execução do fundamento.

2 - A execução do bloqueio, após deslocamento torna os exercícios bem mais intensos. Como sempre, o preparador físico deve participar efetivamente no planejamento das sessões e no decorrer de cada sessão.

 

Os jogadores dispostos 2 a 2, cada um de um lado da rede. Um, sobre uma cadeira/plataforma/etc, segura a bola a 30 cm acima e 30 cm afastada do bordo superior da rede. O outro, a aproximadamente 1,5 metro à direita ou à esquerda da bola, desloca-se com uma passada lateral e executa o bloqueio (fig. a seguir).

 

Desenho de Eduardo Rodrigues

 

Exercício 59 - Duas séries de 4 bloqueios após o deslocamento, com uma passada lateral para a direita: desloca / bloqueia / pára; volta para o posicionamento inicial; desloca / bloqueia / pára; retorna para o posicionamento inicial; ... e assim por diante. Ao completar a primeira série de 4 bloqueios, troca com o companheiro.

Exercício 60 - Idem ex. 59, com o deslocamento para a esquerda.

Exercício 61 - Duas séries de 4 bloqueios 2 a 2 (saltos) após o deslocamento, com uma passada lateral para a direita: desloca / bloqueia duas vezes consecutivas / pára; volta para o posicionamento inicial; desloca / ... e assim por diante. Neste caso são 8 saltos em cada série.

Exercício 62 - Idem ex. 61, com o deslocamento para a esquerda.

Exercício 63 - Duas séries de 4 bloqueios após o deslocamento, com uma passada lateral para a direita. O companheiro segura 2 bolas e o bloqueador, no mesmo salto, tem que tocar com as duas mãos na mais baixa e na mais alta. Após o bloqueio, o jogador volta para o posicionamento inicial, para reiniciar a Sequência. A bola mais alta deve ser colocada no local mais afastado do posicionamento inicial (fig. a seguir).

 

Exercício 64 - Idem ex. 63, com o deslocamento para a esquerda.

Exercício 65 - Jogadores agrupados 3 a 3. Dois sobre cadeiras segurando uma bola, com afastamento entre eles por 2 metros. O terceiro executa duas séries de 4 bloqueios da seguinte maneira: salta para o bloqueio em uma das bolas / cai / desloca-se com uma passada lateral para a outra / salta para o bloqueio / cai; desloca-se com uma passada lateral para a primeira bola / ... e assim sucessivamente.

Exercício 66 - Idem ex. 65, duas séries de 4 bloqueios 2 a 2 (saltos). Ao chegar na frente da bola salta para o bloqueio duas vezes consecutivas.

Exercício 67 - Idem ex. 66, duas séries de 4 bloqueios em duas bolas no mesmo salto, uma mais baixa que a outra, como demonstrado na (fig. anterior).

 

Notas

- Os exercícios apresentados obedecem a uma ordem de complexidade, do mais simples para o mais complexo, e de intensidade, do menos para o mais intenso.

- Apresentei os exercícios que ocupam menor espaço na rede e possibilitam a execução simultânea de, pelo menos, 12 jogadores.

- Nos artigos em que trato da técnica individual do bloqueio - Técnica Individual / Vôlei de Quadra - há uma infinidade de exercícios que também podem ser utilizados. Faço questão de enfatizar que esses exercícios apresentados até aqui adequam-se ao treinamento físico - técnico, enquanto há outros mais apropriados para os treinamentos técnico e tático específicos do bloqueio.

 

- Observações Importantes para Bom Aproveitamento na Preparação Física.

 

1. As duas séries de 4 bloqueios que sugeri na apresentação dos exercícios podem ser realizadas em 2 ou 3 minutos, sem pressa e, acima de tudo, sem comprometimento na execução do fundamento. Ao mesmo tempo, 2 ou 3 minutos também são um tempo razoável para os exercícios de ataque e defesa. Com isso, é possível elaborar uma sessão de 3' x 3' . O número de conjuntos 3'x 3' deve ser estabelecido pelo treinador e preparador físico.

2. Dependendo da fase em que a equipe se encontra, há o recurso de adicionar outro período de 3' para alongamento, a fim de atenuar a intensidade do trabalho. Dessa maneira, a sessão seria de 3' x 3' x 3'.

3. O treinador deve conscientizar os jogadores com relação a dois aspectos extremamente importantes: a execução perfeita do fundamento e a obtenção da máxima altura no salto. Isso deve ser conseguido nesses exercícios ainda que sob cansaço, uma vez que se trata de um trabalho físico que simula as situações de jogo; nos " rallies " mais longos é freqüente a necessidade de vários bloqueios sucessivos.

 

- Observações Importantes para Bom Aproveitamento Técnico.

1. Nas sequências apresentadas os exercícios objetivam:

- o aperfeiçoamento do fundamento;

- o equilíbrio do corpo, no ponto morto da impulsão;

- a velocidade dos deslocamentos;

- a coordenação perfeita do trinômio deslocamento - salto - execução do fundamento.

 

Para iniciantes ( equipes de escola, mirins, etc... ) os exercícios são úteis no processo da aprendizagem. Nas equipes de atletas formados, uma oportunidade a mais de praticarem os aspectos mencionados, sabendo-se que o treinamento global reserva um percentual maior para o bloqueio em situações de jogo. É muito importante, portanto, que os exercícios sejam feitos com máximas velocidade e impulsão. É comum os jogadores, pelo cansaço, negligenciarem nesses aspectos.

2. Para iniciantes ou jogadores que tenham dificuldade, a velocidade não deve ser cobrada antes que o jogador domine a execução correta do fundamento. A velocidade é, também, conSequência do desembaraço na execução dos exercícios.

3. Com relação às medidas em que as bolas têm que ser colocadas ( figs. 1.2, 1.3 e 1.4 ), o treinador deve fazer adaptações, a fim de adequá-las à variação de estatura dos seus jogadores. Caso a altura seja excessiva para todos, recomendo abaixar a rede ao invés de alterar as medidas; essas medidas foram calculadas com o objetivo de obrigarem ao jogador a saltar o máximo e invadir o bloqueio, formando com seus braços o ângulo apropriado em relação à rede.

4. Os exercícios apresentados até aqui são apropriados, também, ao Vôlei de Praia. Chamo atenção para a extrema importância da adptação que deve ser feita, considerando o piso fôfo da areia número de estímulos, intervalos e tempo de execução. Obviamente, a execução dos exercícios torna-se muito mais intensa.

5 - Com atletas mais bem preparados é possível ministrar séries com maior número de repetiçõesde 6 e 8 saltos consecutivos. Sem um bom condicioamento e/ou técnica apurada o objetivo para com os exercícios pode ser comprometido. O cansaço influi negativamente na coordenação motora e, por conseguinte, o controle do atleta sobre seu próprio corpo.

 

Cont. no art. 16 com outra Sequência de Exercícios - Bloqueio com Ataque de Companheiros.

Voltar Menu de Arquivos sobre Preparação Física