Preparação Física - Artigo 02

- Planejamento da Preparação Física

 

É imprescindível um Planejamento Global bem elaborado para o sucesso de uma equipe. Evidentemente, não é fator determinante para que uma equipe seja campeã, mas, muito provavelmente, é o primeiro e um dos mais importantes.

No momento da confecção do planejamento - específico para a preparação física - é apropriado responder algumas perguntas:

 

- em que nível de condicionamento físico a equipe se encontra?

- quais os níves, em cada valência, devem ser buscados?

- qual o prazo disponível para o treinamento?

- quais métodos são mais convenientes para o alcance dos níveis?

 

A preparação física atualmente influi decisivamente no rendimento final e é realizada cientificamente. São utilizados todos os recursos disponíveis na informática, na fisiologia, na engenharia de equipamentos, etc..., tudo com o propósito de diminuir qualquer possibilidade de erro.

Dependendo do nível de competitividade em que uma equipe esteja envolvida, os objetivos são distintos; devem ser buscados em diferentes prazos e por meio de diferentes métodos. Por exemplo:

 

Nível da Competição

Faixa Etária

Objetivos

Prazo

aprendizagem / aperfeiçoamento

até 11 anos

formação global

indefinido

escolar / 1o. grau / fundamental

até 13 anos

formação global

indefinido

escolar / 1o. - 2o. graus

até 15 anos

formação global

indefinido

escolar / 2o. grau

até 18 anos

depuração de valências

médio / longo

universitário / adulto

acima de 18 anos

alcance de níveis requeridos

curto / médio

 

Notas

 

- Os níveis de competição mencionados abrangem desde a criança iniciante até a mais alta competitividade. As faixas etárias são aproximadas, pois há que se considerar a individualidade biológica do atleta. Para exemplificar, grandes jogadores como Bernard, Renam, Amauri, Marcelo Negrão e outros já participavam da seleção brasileira adulta com 17 anos. Para esses atletas os objetivos, a metodologia e os prazos não se encaixam no quadro acima.

- Na coluna em que apresentei os prazos para o alcance dos objetivos, mencionei indefinido para sugerir falta de pressa. Curto e médio sugerem, desde que o atleta tenha uma boa formação corporal, a obtenção de qualidades físicas em prazos estipulados no planejamento global da equipe, ou seja, de acordo com o tempo de preparação para um campeonato.

- Aspecto fundamental é a metodologia a ser empregada para o alcance dos objetivos. Particularmente penso que a fisiologia é a mesma e é do conhecimento de todos os preparadores físicos que se dispõem a estudar a matéria. O que varia é o atleta e a metodologia mais apropriada que cada profissional adota. Por esse motivo considero importante o "dedo" do treinador, que deve saber quando e como atingir os objetivos estabelecidos para a equipe.

- Outro aspecto que considero fundamental é a educação física regular na escola. Nos países em que a educação é prioridade esta é uma grande vantagem, pois o atleta chega nas equipes de alta competitividade absolutamente formado. O seu treinamento, então, visa a obtenção dos níveis requeridos pela própria competição.

 

Cont. no art. 03 com Valências Físicas Indispensáveis

Voltar ao Menu Preparação Física - Vôlei de Quadra