Histórias/Bastidores 27

Aversão ao Treinamento de Bloqueio.

 

O ex-jogador Badá, um dos maiores atacantes do mundo em todos os tempos, pela extraordinária categoria e, acima de tudo, pela extrema violência dos seus golpes de ataque.

Em alguns treinamentos os jogadores atacavam para que os companheiros praticassem a execução do bloqueio. O objetivo desses exercícios era o de os jogadores se familiarizassem com impacto da bola nas mãos. Badá, muito freqüentemente, "fritava" as mãos dos companheiros. Entretanto, não suportava treinamentos de bloqueio e de defesa; tinha medo da bola. Nos treinamentos de defesa, fugia da bola. Nos de bloqueio, tirava as mãos na hora "H". Todas as vezes que bloqueava, saía chacoalhando e soprando as mãos, e gritando de dor.

Eu dirigia os treinamentos de bloqueio e dava duro nele. Quando tirava a mão, incontinenti, mandava repetir. Ele, muito brincalhão, olhava para mim e, com cara de coitado e pedia: pô Jorjão, me tira dessa! Eu não dava a mínima e mandava repetir e repetir e repetir. Todo treinamento era um inferno.

Na primeira bola que batia nas suas mãos, gritava simulando dor, olhava para quem tinha atacado e esbravejava... com duplo sentido:

- "Esse animal não tem mãe?!?!".

Eu ficava "bolado", pensando comigo mesmo: será que está falando pra mim?

Voltar ao Menu História/Bastidores