Vínculos entre as Ações dos Sistemas no Voleibol

Vínculo entre as Ações do Sistema Defensivo.

Saque – Bloqueio/Defesa – Transição do Sistema Defensivo para o Ofensivo.

No artigo anterior, abordei o Saque vinculado ao Sistema Defensivo. Ou seja, com o intuito de dificultar a execução da Estratégia e alternativas Táticas Ofensivas (Side-Out / Virada de Bola) da equipe adversária.

Definida a Estratégia de Saque, é interessante vinculá-la à Estratégia do Bloqueio e da Defesa. A fim de organizá-la, é importante aventar diferentes circunstâncias.


1 - Recepção em que a bola não chega à Zona de Levantamento em condições para a realização da Bola de Primeiro Tempo e das Combinações de Ataque.

2 - Recepção em que a bola chega à Zona de Levantamento em condições para a realização da Bola de Primeiro Tempo e das Combinações de Ataque.

 


 

1 - Recepção em que a bola não chega à Zona de Levantamento em condições para a realização da Bola de Primeiro Tempo e Combinações de Ataque.

É uma decorrência do Saque Positivo. Dificulta e muito a construção da Ação Ofensiva da equipe adversária. E proporciona maior facilidade à equipe na construção do Sistema Defensivo. De modo geral, ocorrem algumas circunstâncias:


- Bola Alta nas Extremidades da Rede.

- Bola “Chutada” na Extremidades da Rede.

- Bola do Fundo, atacada pelas Pos1 e/ou Pos.6.

 


 

- Sistema Defensivo para as Bolas Altas nas Extremidades da Rede, levantadas de fora da Zona de Levantamento:

- levantada do terço médio da quadra;

- levantada à direita da linha lateral, no prolongamento do terço médio da quadra;

- levantada à esquerda da linha lateral, no prolongamento do terço médio da quadra.

No diagrama a seguir, a Zona de Levantamento (em verde forte) e os pontos (retângulos em verde claro) em que o levantamento devem que ser realizado nessa circunstância.

.

 

Partindo-se que desses Pontos dos Levantamentos é improvável o acionamento da Bola de Primeiro Tempo. É necessário considerar alguns aspectos na construção da Ação Defensiva.

No momento do Saque os Bloqueadores adotam o Posicionamento Fundamental Fechado e os Defensores o Posicionamento Avançado, disposição apropriada diante da possibilidade de toda e qualquer ação ofensiva da equipe adversária.

1 - O Bloqueador Central (B3) se posiciona no centro da rede.

2 - Os Bloqueadores das Extremidades (B2 e B4) se posicionam no limiar dos terços externos da rede.

3 - O Defensores se postam no Posicionamento Avançado.

 

Diante da Recepção do Saque em que a bola não chega à Zona de Levantamento, Bloqueadores e Defensores saem do Posicionamento Fundamental e adotam o mais adequado diante das Bolas Altas nas Extremidades da Rede.

1 - O Bloqueador Central (B3) permanece no centro da rede

2 - Os Bloqueadores das Extremidades (B2 e B4) se afastam até o centro dos respectivos terços.

3 - O Defensores D1, D5 e D6) recuam e se postam no limite entre os terços médio e final da quadra, mais adequado à defesa das bolas altas.

 

No diag. 1, o Posicionamento no momento do Saque, propício a toda e qualquer circunstância de Ataque. No diag. 2, o Posicionamento diante da recepção do saque em que a bola não chega à Zona de Levantamento.

 

 

 

 

Vejamos a distribuição dos jogadores diante de o Ataque na Pos. 4 da quadra oposta.

- Alternativa 1 - Posicionamento Sem jogador para Defesa da Bola "Largada".

Dos Bloqueadores.

B3, no centro da rede aguarda o levantamento e se desloca à direita para compor o Bloqueio Duplo com B2.

B2, se ajusta e faz a marcação do atacante, de acordo com a orientação do Treinador e/ou sua própria percepção, pode ser:

- à frente da bola;

- fechando a passagem da bola para a paralela;

- fechando a passagem da bola para a diagonal.

B4, recua e se posiciona nas proximidades da linha de ataque, a fim de defender a bola atacada para a diagonal fechada.

Dos Defensores.

D1, se posiciona no limite dos terços médio e final da quadra, a fim de defender a bola que passa à direita do bloqueio.

D5, se posiciona no limite dos terços médio e final da quadra, a fim de defender a bola que passa à esquerda do bloqueio.

D6, de acordo com a determinação do treinador e/o com sua própria percepção, se posiciona ligeiramente à esquerda, a fim de defender a bola atacada para a diagonal ou à direita para defender a bola atacada na paralela.

 

- Alternativa 2 - Posicionamento Com jogador Correspondente (D1) adiantado para Defesa da Bola "Largada".

Dos Bloqueadores.

- B3, no centro da rede aguarda o levantamento e se desloca à direita para compor o Bloqueio Duplo com B2.

- B2, se ajusta e faz a marcação do atacante, fechando a passagem da bola para a paralela.

- B4, recua e se posiciona para a defesa da bola atacada na diagonal.

Dos Defensores.

- D1, avança até as proximidades da linha de ataque, a fim de defender a bola "Largada".

- D6, se desloca à direita para a defesa da bola atacada na parelela, entre ou por cima dos bloqueadores.

- D5 se desloca (gira) à direita e se posiciona para a defesa da bola atacada na diagonal mais para o fundo da quadra.

 

Nota

Repare que B4, D5 e D6 fazem um giro no sentido anti-horário.

No diagrama 3 a seguir, a disposição dos bloqueadores e dos defensores para a Alternativa 1; no diag. 4, para a Alternativa 2.

.

 

 

Nos diagramas 6 e 7 a seguir, a disposição dos bloqueadores e dos defensores para a Alternativa 1 (Posicionamento Sem jogador para Defesa da Bola "Largada"); e para a Alternativa 2 (Posicionamento Com jogador Correspondente (D5) adiantado para Defesa da Bola "Largada").

Os Posicionamento de Bloqueadores e Defensores são semelhantes aos apresentados no ataque realizado na Pos. 4.

 

 

 

Nota

No posicionamento sem jogador para a defesa da "largada", a mesma pode ser resgatada pelo correspondente e/ou pelo bloqueador da extremidade oposta que recua para a defesa da bola atacada na diagonal fechada (B2 e B4). De modo geral, de acordo com suas percepções.

 

Continuação no próximo artigo com as Bolas “Chutadas” nas Extremidades da Rede, levantadas do terço médio da quadra.

Voltar ao Menu de Colunas

Voltar / Home