Aquecimento Antes da Prática

 

1.4 - Aquecimento Antes da Prática.

Mais um fator importante e individual que o médico especializado orientará. Denomino aquecimento a preparação que o jogador deve fazer a fim de adaptar as funções orgânicas, as articulações e a musculatura ao esforço que será realizado.

 

1.4.1 - Preparação Orgânica.

A freqüência cardíaca de uma pessoa normal é de aproximadamente 80 batimentos por minuto. Em um jogo de duplas esta freqüência eleva-se em curto espaço de tempo, atingindo à freqüência máxima do indivíduo (220 batimentos por minuto menos a idade). Se o organismo não estiver preparado para essa transformação poderá sofrer danos, que levam a pessoa, de sensações desagradáveis, até a morte.

É necessário começar o aquecimento com uma corrida lenta e, à proporção em que for se sentindo bem, aumentar gradativamente a velocidade, até que alcance uma freqüência cardíaca em torno dos 120 batimentos por minuto. Depois disso, deve realizar alguns "piques" de maior velocidade.

 

Notas

- Conheço dois praticantes inteligentes, profissionais liberais, ambos asmáticos. Começam a jogar sem fazerem qualquer aquecimento. Após o primeiro "bate-bola", ambos sentem aquela sensação desagradável de falta de ar, evidentemente. Então, correm para socorrerem -se naquela "bomba" para asmáticos e fazem uma aplicação. Um verdadeiro absurdo! A substância contida na "bomba" é vaso dilatadora e, conseqüentemente, anti-natural e nociva à saúde. São, portanto, candidatos a um acidente vascular.

- Presenciei vários casos de mal súbito, que culminaram com morte ou seqüelas irreversíveis. Aconselho, ao primeiro sinal de mal- estar, parar o jogo imediatamente. Se, em alguns minutos, não houver melhoria, convém recorrer ao auxílio de um médico.

 

1.4.2 - Preparação Articular.

Insisto em que um médico pode dar a orientação adequada. Na prática ocorrem verdadeiras barbaridades. Apenas para exemplificar, comento dois fatores prejudiciais às articulações.

a - Excesso de Peso. Vemos, costumeiramente, aquele jogador gordo e barrigudo jogando sua "pelada" de fim-de-semana. O excesso de peso é extremamente prejudicial às articulações, sobretudo as da coluna vertebral, a coxofemoral, os joelhos e os tornozelos. Jogar com excesso de peso significa a mesma coisa que jogar com um saco (lastro) de 10 kg nas costas.

b - Contusões Não Tratadas, Antigas ou Recentes. Existem jogadores que, em alguma ocasião ou em passado recente, se contundiram. É uma distorção de tornozelo ou de joelho; um "jeito na coluna" (muito comum). Estas contusões, quando não tratadas ou mesmo mal recuperadas, tornam-se crônicas. Em outras palavras, não curam nunca. O cidadão coloca uma tornozeleira, uma joelheira, e continua a jogar. O risco de contusões mais sérias é grande, como por exemplo, as rupturas parciais ou totais de ligamentos.

Recomendo, após aquela corrida citada na preparação orgânica:

- exercitar todas as articulações, em todos os seus movimentos, de maneira leve. Progressivamente ir exigindo um pouco mais, até sentir que os movimentos são amplos e fáceis (principalmente sem dor);

- associar esses exercícios aos de alongamento muscular;

- iniciar o aquecimento com bola e, se possível, o jogo, sem exigir muito as articulações;

- se sentir qualquer dor no aquecimento ou no jogo, não convém insistir. Em alguns casos, um dia ou dois sem jogar é suficiente para o restabelecimento dos movimentos normais. No caso de dor aguda, que não desaparece com repouso, deve ser consultado o médico.

 

Notas

- As pessoas mais idosas e as "fora de forma" devem redobrar esses cuidados.

- As pessoas que possuem contusões crônicas, como por exemplo, lesão de meniscos, frouxidão de ligamentos (a dos tornozelos, joelhos, escápulos-umerais são as mais freqüentes), devem recorrer ao auxílio médico, a fim de fazerem uma recuperação adequada.Há contusões ou agravamento de contusões articulares que impossibilitam a prática para o resto da vida.

 

Continuação no Art. 03 com aquecimento muscular antes da prática.

Voltar