Estratégias/Táticas - Artigo 51

- Estratégia/Táticas - Defensivas.

- Estratégia Defensiva p/ Neutralizar Combinações com o Centro entre o Meio e a Entrada da Rede (pos. 2).

- Combinações c/ 2 Atacantes na Rede e 2 do Fundo (cont. do art. 50).

- Procedimentos na Defesa.

A Combinação de Ataque é executada com quatro alternativas de ataque e com tempo ínfimo entre eles. Os bloqueadores, como vimos, têm tarefa das mais complicadas. Da mesma maneira os defensores. É grande a probabilidade de ataques sem bloqueio, com bloqueio simples e bloqueios duplos ou triplos mal compostos; "quebrados".

Diante disso, os treinadores devem conhecer profundamente a estratégia ofensiva da equipe adversária e empenhar-se para que seus atletas também a conheçam.

Vamos iniciar a abordar os procedimentos na defesa pelo D6. Suas atribuições variam de acordo com a estratégia defensiva estabelecida pelo treinador. Seu posicionamento pode ser:

- no centro da quadra e deslocando-se para à esquerda ou para à direita após o levantamento;

- à esquerda em cooperação com o D5;

- à direita em cooperação com o D1.

 

No diagramas a seguir, utilizando como exemplo as mesmas combinações apresentadas, estão demonstrados seus posicionamentos. Inicialmente, devo chamar atenção para aspectos relacionados aos seus posicionamentos:

- podem estar relacionados com as composições do bloqueio;

- podem ser independentes das composições do bloqueio, ou seja, é estabelecido no momento em que o levantamento é executado;

- é estabelecido antecipadamente, diante da maior probabilidade de determinado atacante (mais eficiente) receber a bola para atacar.

 

Notas

 

Utilizei cada uma das combinações para exemplificar cada um dos posicionamentos. Outra coisa: algumas bolas com bloqueio duplo e outras com bloqueio simples.

 

No diagrama 7, o posicionamento central. A setas em vermelho significam seus deslocamentos.

No diagrama 8, posicionado à esquerda. Com o D5 se encarregam do flanco esquerdo da quadra; da defesa das bolas que passam à esquerda dos bloqueios.

No diagrama 9, à direita. Com o D1 se encarregarem do flanco direito da quadra; da defesa das bolas que passam à direita dos bloqueios.

 

 

 

D6

- Posicionado no centro da quadra, desloca-se para à esquerda ou para à direita, após a definição do levantamento e tem como atribuições:

- defesa das bolas que passam por cima dos bloqueios;

- defesa das bolas que passam entre os bloqueadores;

- defesa das bolas que tocam no bloqueio e saem da quadra; do terço central para o fundo da quadra, tanto pela esquerda quanto pela direita, inclusive as que encobrem D5 e D1;

- defesa das bolas atacadas a "meia força", no centro da quadra;

- segunda ação da defesa, depois de qualquer defesa dos companheiros.

 

- Posicionado no centro-esquerdo da quadra (juntamente com D5) é responsável:

- defesa da Bola de Tempo, "Chutada" de Meio, que passa à esquerda do bloqueio;

- defesa da Segunda Bola, atacada no terço central da rede e que passa à esquerda dos bloqueios (muito frequente);

- defesa da bola do fundo (de A5), atacada pela pos. 6, que passa à esquerda do bloqueio;

- defesa da Bola do Fundo (de A4), atacada pela pos. 1, que passa à esquerda do bloqueio (muito frequente);

- defesa da Segunda Bola, atacada entre a "Chutada" de Meio e a extremidade da rede, que passa à esquerda do bloqueio, mais para o fundo da quadra.

 

- Posicionado no centro-direito da quadra (juntamente com D1) é responsável:

- defesa da Bola de Tempo, "Chutada" de Meio, que passa à direita do bloqueio (muito frequente);

- defesa da 2a. Bola, atacada entre o levantador e o ponto em que a "Chutada" de Meio levantada/atacada, que passa à direita do bloqueio;

- defesa da bola do fundo (de A6), atacada pela pos. 6, que passa à direita do bloqueio;

- defesa da Bola do Fundo (de A4), atacada pela pos. 1, que passa à direita do bloqueio (muito frequente);

- defesa da 2a. Bola, atacada entre a "Chutada" de Meio e a extremidade da rede, que passa à esquerda do bloqueio, mais para o fundo da quadra (muito frequente).

 

Notas

 

- Quando posicionado, antecipadamente, à esquerda ou à direita, o posicionamento de D6 é muito próximo aos de D5 e D1, respectivamente. De modo geral, cabe ao D6 as bolas atacadas mais para o fundo da quadra.

- Como é o último jogador da defesa, cabe a ele as bolas que tocam no bloqueio e saem pelo fundo da quadra.

 


D1

- Defesa das Bolas - atacadas - que passam à direita do bloqueio.

- Defesa da 'largada", à direita do bloqueio, pelo atacante (A2) da Segunda. Bola, entre a "Chutada" e a extremidade da rede. B4, que se desloca e cobre o bloqueio não tem com defender esta "largada"; teria que dar a volta pelo mesmo.

No diagrama a seguir, esta pequena área está destacada com o retângulo tracejado em verde.

 

 

 

- Defesa das bolas que tocam no bloqueio e saem da quadra pela linha lateral.

- Segunda ação da defesa, depois de uma intervenção de outro companheiro. No grupo de diagramas a seguir, o posicionamento de D1 em cada uma das três combinações. Repare as trajetória aproximadas das bolas (setas tracejadas em cores correspondentes). Também que coloco bloqueio duplo (letras azuis escuro) e bloqueio simples (letras azuis claras). Outro aspecto importante: D1 se desloca mais à esquerda (seta vermelha) alitade acordo com a trajetórias da bolas.

 

 

 


 

 

D5

A atribuição do D5 é muito difícil de ser cumprida. Quase sempre o Líbero é o encarregado da missão. Vejamos porque.

- Defesa das Bolas que passam à esquerda do bloqueio. A fim de facilitar o raciocínio, listaremos as mesmas por ordem de tempo de execução, isto é, das mais rápidas para as mais lentas.

- Defesa da 1a. Bola, Chutada" de Meio, que passa à esquerda do bloqueio.

- Defesa da Bola do Fundo (de A4) pela pos. 1, atacada na paralela.

- Defesa da 2a. Bola, entre o levantador e/ou a 1a. Bola e a Bola do Fundo (de A6) atacada pela pos. 6.

- Defesa da 2a. Bola, atacada entre a 1a. Bola e a extremidade da rede.

No diagrama 11, está destacada (com a seta em vermelho) a trajetória da 1a. Bola, "Chutada" de Meio. Repare que o cortador da mesma tem ângulo bastante favorável para direcionar seu ataque na pos. 5. Logo, o D5 tem que estar bem adiantado.

No diagrama 12, seu posicionamento é uma pouco mais atrás e bem próximo da linha lateral. Sua atribuição é defender a Bola do Fundo (de A4), atacada pela pos. 1, na paralela (destaque com a linha tracejada em vermelho).

A diferença de tempo entre as duas bolas é ínfima. Ele tem que realizar este pequeno deslocamento com velocidade máxima, de tal maneira que no momento do golpe já esteja no posicionamento e de frente para o ataque. As demais bolas da combinação, embora praticamente no mesmo tempo, já são um pouco mais distantes. Logo, ele tem mais tempo para adequar seu posicionamento.

 

 

Como sempre, as demais atribuições:

- Defesa das bolas que tocam no bloqueio e saem pela linha lateral.

- Segunda ação da defesa, depois de defesa de um companheiro.

 

Nota

 

Pela proximidade em que ele se encontra em relação ao ataque da Bola do Fundo (de A4), atacada pela pos. 1, D5 não pode se responsabilizar pela defesa da bola "largada" à esquerda do bloqueio. Pode até defender nos casos das bolas mal "largadas". Mas a atribuição é do B3, no caso de bloqueio simples de B4; e de B2, no caso de bloqueio duplo por B4 e B3.

 

No próximo artigo continuaremos abordando as estratégias / táticas para neutralização das Combinações de Ataque (breve).

 

Home

Ir para Menu Vôlei de Quadra