Estratégias/Táticas - Artigo 46

 

- Estratégia/Táticas - Defensivas.

- Estratégia Defensiva p/ Neutralizar Combinações com o Centro entre o Meio e a Entrada da Rede.

- Combinações c/ 2 Atacantes na Rede.

- Combinações com o Centro entre o Meio para a Entrada da Rede (pos. 4).

- s/ atacantes do fundo.

- c/ 01 atacante do fundo.

- c/ 02 atacantes do fundo.

 

- Procedimentos no Bloqueio.

- Bloqueio por meio da Manobra 1 - 2.

Nos diagramas a seguir, exemplos de combinações do meio para a entrada da rede, com 2 atacantes na rede.

A 1a. Bola / Bola de Tempo nas combinações do meio para entrada da rede é a "Chutada" de Meio, finalizada, de modo geral, entre as pos. 3 e 4, da quadra oposta.

A 2a. Bola é uma Meia Bola, que pode ser levantada/atacada entre o centro e a extremidade da de (pos. 4, da quadra oposta), em três variações.

No diag. 1. O ponto em que ocorre a "Chutada" de Meio, por A3 (seta em vermelho). O ponto em que o levantador (L) está posicionado no momento do levantamento. A trajetória e o ponto em que o atacante (A2) ataca a Meia-Bola. No voleibol brasileiro é popularmente conhecida por Between e Aquela.

No diag. 2. A2 (atacante da 2a. Bola) se dirige para atacar entre a "Chutada" de Meio e o Levantador. No meio do percurso, troca sua direção e ataca imediatamente a Meia-Bola imediatamente atrás do ponto em que a "Chutada" de Meio é levantada/atacada. No voleibol brasileiro é conhecida por Desmico da Chutada.

No diag. 3. A2 (atacante da 2a. Bola) se dirige como quem vai atacar na extremidade da rede, troca ligeiramente sua direção e ataca imediatamente após o ponto em que a "Chutada" de Meio é levantada/atacada.

A Ordem de Saque, na visão do fundo da quadra da equipe que está atacando, é:

 

A3
A2
L
A4
A5
A6/L

 

Os números 3 e 6 são atacantes de 1o. Tempo (ambos podem ser substituídos pelo Líbero).

Os números 2 e 5 são atacantes de Ponta / 2a. Bola / 3a. Bolas.

O número 4 é o Oposto/Atacante de 2a. ou 3a. Bolas.

L é o levantador, no caso, na pos. 2.

 

 


 

- Procedimentos do Bloqueio.

- Bloqueio por meio da Manobra 1 - 2.

O bloqueio por meio da Manobra 1 - 2 caracteriza-se por uma divisão de atribuições previamente estabelecidas. Cada bloqueador, colocado na Posição Fundamental de Aberta, tem como 1ª Atribuição - Responsabilidade Principal - a marcação de um atacante específico em um determinado trecho da rede (3 metros) e a ainda uma 2ª Atribuição - Responsabilidade Secundária - que é o auxílio aos demais bloqueadores nas suas atribuições.

 

B3

- 1ª Atribuição - Responsabilidade Principal.

- Bloqueio da 1ª Bola "Chutada" de Meio.

- 2ª Atribuição - Responsabilidade Secundária.

- Deslocar-se para sua esquerda a fim de:

- compor o bloqueio duplo com o B4 para o ataque da 2a. Bola (de A2) no centro da rede.

- Deslocar-se para sua direita a fim de:

- compor o bloqueio duplo, com B2, para o ataque da 2a. Bola (de A2), no ponto imediatamente após o ponto em que a "Chutada" de Meio é levantada/atacada.

 

Nota

- É muito importante a capacidade de análise do B3, para que julgue corretamente a necessidade de saltar ou não, saltar pouco ou muito com o 1º Homem (adversário). Dependendo do acerto dessa decisão, poderá chegar a tempo nas Segundas Bolas, suas 2as. Atribuições.

- O Procedimento dos Bloqueadores de Meio é muito observado por treinadores, antes dos jogos e pelo levantador adversário, no decorrer do jogo o jogo. Quando constatam dificuldade na capacidade de análise dos bloqueadores de meio, ambos exploram bastante.

Nos diagramas a seguir, a movimentação de B3

 

 

 


 

B4

- 1ª Atribuição - Responsabilidade Principal.

Bloqueio da 2a Bola quando esta é atacada na zona central da rede.

- 2ª Atribuição - Responsabilidade Secundária.

- Deslocar-se para sua direita, a fim de auxiliar o B3 nos bloqueios da 1ª Bola, "Chutada" de Meio.

 


 

B2

- 1ª Atribuição - Responsabilidade Principal.

- Bloqueio do A2 nas 2as. Bolas, entre o ponto em que a "Chutada" de Meio é executada e a extremidade da rede.

- 2ª Atribuição - Responsabilidade Secundária.

- Deslocar-se para sua esquerda, a fim de:

- auxiliar o B3 no bloqueio da 1ª Bola, "Chutada" de Meio.

 

No grupo de diagramas a seguir, a movimentação dos bloqueadores das extremidades, B4 e B2. É bastante simples. Chamo atenção para o fato de que as combinações de ataque com 2 Atacantes na Rede e sem Atacantes do Fundo não são mais utilizadas por equipes de alta competitividade. Estas utilizam um ou mais atacantes do fundo da quadra.

 

 

 


 

- Bloqueio por meio da Manobra 2 - 1.

O bloqueio por meio da Manobra 2 - 1 tem em vista dar prioridade a marcação, com dois bloqueadores, a um dos dois atacantes.

Eventualmente, em determinado momento do jogo em que os bloqueadores entendem que um dos atacantes receberá a bola.

Taticamente, por determinação do treinador, levando-se em conta que um dos atacantes é mais capaz, mais efetivo, etc.

Para isso, os bloqueadores das extremidades (B4 e B2) se postam na Posição Fundamental Fechada. Isto é, no início dos terços da rede sob suas responsabilidades. No caso, os dois têm como 1a. Atribuição - Responsabilidade Principal o bloqueio de um dos dois atacantes. Como 2ª Atribuição - Responsabilidade Secundária, o auxílio ao outro bloqueador, quando a bola for levantada para a zona pela qual é responsável.

 

Nota

Os dois bloqueadores das extremidades, B4 e B3, podem se posicionar, antecipadamente, no ponto provável do ataque. O B3, não deve. Deve aguardar a chegada nas mãos do levantador e, só então, deslocar para o ponto do ataque. A razão: o levantador adversário pode perceber e mudar o que planejara.

 

B3

- 1ª Atribuição - Responsabilidade Principal.

- De acordo com o que for estabelecido na Estratégia ou por Opção Tática, eventual/circunstancial, pode haver três alternativas.

- Bloqueio da 1ª Bola "Chutada" de Meio (juntamente com B2).

ou

- Bloqueio da 2ª Bola (juntamente com B4) atacada entre o ponto em que o levantador está posicionado e o que a "Chutada" de Meio é levantada/atacada (zona central da rede).

ou

- Bloqueio da 2ª Bola (juntamente com B2) atacada entre o ponto em que a "Chutada" de Meio é levantada/atacada e a extremidade da rede.

 

Nota Importante

No momento em que a bola é passada ao levantador, o posicionamento de B3 é rigorosamente no centro da quadra. No momento em que ocorre o levantamento, ele de estar de frente para o atacante da Primeira Bola (A3). Deste ponto, opta por:

- saltar o máximo para o bloqueio da Primeira Bola;

- saltar pouco, de modo poder pousar e chegar a tempo para o bloqueio de uma das três variações de Segunda Bola.

- descartar o bloqueio da Primeira Bola e aguardar qual das três opções de Segunda Bola será executada.

Vale repetir. o Bloqueador Central (B3) não deve se antecipar e, com isso demonstrar sua intenção. Alguns levantadores são capazes de perceber, e mudarem suas opções.

 

- 2ª Atribuição - Responsabilidade Secundária.

- Deslocar-se para a direita ou para a esquerda, independentemente da opção da primeira atribuição, a fim de compor bloqueios duplos (com B2 e B4) em uma das 2as. Bolas.

 


 

B4

- 1ª Atribuição - Responsabilidade Principal.

- Bloqueio Individual ou com o B3 da:

- da 2a. Bola entre o levantador e o ponto em que a "Chutada" de Meio é executada.

- 2ª Atribuição - Responsabilidade Secundária.

- Deslocar-se para a direita, a fim de:

- compor o bloqueio duplo (com B3) no bloqueio da "Chutada" de Meio.

 


 

B2

- 1ª Atribuição - Responsabilidade Principal.

- Bloqueio Individual ou Duplo com B3 na "Chutada" de Meio, ou da 2a. Bola realizada imediatamente após o ponto em que a 1a Bola é levantada / atacada.

 

Nota

Para o bloqueio da 2a Bola no terço central da rede, de modo geral, o B4 é o mais utilizado, pois está mais próximo do ponto da rede em que a mesma é levantada/atacada.

 

- 2ª Atribuição - Responsabilidade Secundária.

- Deslocar-se para sua direita a fim de:

- bloquear a 2a. Bola (de A2) entre o ponto em que a "Chutada" de Meio é levantada/atacada e a extremidade da rede.

- Deslocar-se para sua esquerda a fim de:

- compor bloqueio triplo (pouco provável), com B3 e B4, da 2a. Bola no terço central da rede.

 

Nota

Repare, nos diagramas a seguir, que B2 está bem próximo dos pontos em que as Segundas Bolas são finalizadas entre o ponto em que a "Chutada"de Meio é levantada/atada e a extremidade da rede. Logo, ele precisa fazer apenas pequenos ajustes de posicionamento (passadas de ajuste).

 

No grupo de diagramas a seguir, exemplos das movimentações dos bloqueadores, nas diferentes combinações. Como exemplo dois bloqueadores (B3 e B2) posicionados para o bloqueio da primeira bola.

 

 

Na Manobra 2 - 1, um aspecto fundamental é que os dois bloqueadores se posicionem ombro a ombro, no momento em que a bola sai das mãos do levantador. Na mediada do possível, que cada um feche uma das trajetórias possíveis da bola. Vale lembrar que a manobra, por esses e outros aspectos, deve ser treinada sistematicamente. Para todos os atacantes, de modo geral, e antes dos jogos, de acordo com as características dos atacantes da equipe adversária.

 

No artigo 47 apresentaremos a continuação do assunto com os Procedimentos na Defesa. Procedimentos de bloqueadores e de defensores executados de modo concatenado são fatores essenciais para o sucesso do sistema defensivo.

 

Home

Ir para Menu Vôlei de Quadra