Estratégias/Táticas - Artigo 68

- Estratégias / Táticas Ofensivas para Neutralizar as Combinações de Ataque.

- Combinações de Ataque com 3 na Rede - 2 Atacantes no Primeiro Tempo.

- Combinações com o Centro entre o Meio e a Entrada da Rede (pos. 4).

- Procedimentos na Defesa.

 

D1

 

No grupo de diagramas a seguir, estão demonstrados os posicionamentos de D1 diante das combinações utilizadas, como exemplo, nos procedimentos dos bloqueadores.

É atribuição das mais complicadas. As 1ª. e 2ª. Bolas são levantadas/atacadas no terço da rede imediatamente à frente ao ponto em que está posicionado. Logo, quase não tem tempo para reagir diante de ataques fortes. É, também, um ponto de grande incidência de bolas “largadas”, especialmente à direita do bloqueio de B2 (traços diagonais nos diag. 1 e 3) .

Nos diagramas 1 e 2, as áreas tracejada, em cinza, representam pontos de grande incidência de bolas “largadas” pelo atacante da 1ª. Bola (A4) e da 2ª. Bola (A5).

Em todos os diagramas, partimos do pressuposto de que os ataques são finalizados com bloqueio simples.

Feitas essas observações, vejamos os procedimentos de D1.

 

 

 

 

- Defesa das bolas atacadas que passam à direita dos bloqueios.

- Defesa das bolas “largadas” á direita do bloqueio de B2, dentro da Zona de Ataque.

- Recuperação das bolas que tocam no bloqueio e saem da quadra pela linha lateral direita.

- Segunda ação da defesa, depois de defesa, parcial, de companheiros.

 


 

D5

 

É o defensor mais afastado do centro da combinação. Sua maior dificuldade é para com:

- a defesa da 1ª. Bola, Cabeça Atrás, cortada e/ou ‘largada” por A3, uma vez que, está muito próximo do ponto em que a mesma é atacada (diags. 4 e 5);

- a defesa da bola 2ª. Bola, atacada na pos. 2, da quadra oposta, também em razão de sua proximidade em relação ao ponto em que a mesma é finalizada (diag. 6).

 

Nota

Nos diags 4 e 5, alinhas diagonais em cinza destacam a região em que há incidência de bolas "largadas", cuja responsabilidade de D5.

 

 

 

 

A seguir, suas atribuições.

- Defesa das bolas atacadas à esquerda dos bloqueios, com ênfase para a 1ª. Bola Cabeça Atás, de A3 (diags 4 e 5) e da 2ª. Bola, na saída da rede, por A5 (diag. 6).

- Defesa das bolas “largadas” à esquerda do bloqueio de B4, dentro da Zona de Ataque, sobretudo as de A3.

- Defesa da bola que toca no bloqueio e sai da quadra pela linha lateral esquerda.

- Segunda ação, depois de defesa de um companheiro.

 


 

D6

No grupo de diagramas a seguir, três disposições de D6. No diag. 7, no centro da quadra. No 8, deslocado para direita. No diag. 9, deslocado para esquerda. Vejamos suas atribuições em cada posicionamento.

 

 

 

 

- Disposto no Centro da Quadra.

            - Defesa das bolas atacadas à direita, à esquerda e entre os bloqueadores (no caso de bloqueio duplo).

            - Defesa das bolas “largadas” do meio para o fundo da quadra.

            - Defesa das que tocam no bloqueio e se dirigem para o fundo da quadra, as que saem da quadra pelas linhas laterais (as que encobrem D1 e D5) e pela linha do fundo.

 

- Disposto no Centro-Direito da Quadra.

Neste posicionamento, é responsável, juntamente com D1, pela defesa das bolas atacadas no flanco direito da quadra.

- Defesa das bolas atacadas no flanco direito da quadra.

- Defesa das bolas que tocam no bloqueio e se dirigem para o fundo da quadra ou saem pelas linhas lateral e do fundo.

 

- Disposto no Centro-Esquerdo da Quadra.

Neste posicionamento, é responsável, juntamente com D5, pela defesa das bolas atacadas no flanco esquerdo da quadra.

- Defesa das bolas atacadas no flanco esquerdo da quadra.

- Defesa das bolas que tocam no bloqueio e se dirigem para o fundo da quadra ou saem pelas linhas lateral e do fundo.

Em quaisquer dos três posicionamentos é o responsavel pela bolas “largadas” do meio para o fundo, em toda a extensão da quadra.

 

Nota

Alguns aspectos determinam o posicionamento de D6:

- as características dos atacantes da equipe adversária;

- ponto da rede em que provavelmente vai finalizar atacante mais eficaz da combinação;

- iniciativa individual do próprio defensor.

 

Continuação no art. 69 com Combinações 3 Atacantes na Rede - 2 no 1o. Tempo - e 1 do Fundo.

 

Home

Ir para Menu Vôlei de Quadra