Estratégias/Táticas - Artigo 61

- Estratégias / Táticas - Defensivas

- Estratégias/Táticas Defensivas para Neutralizar as Combinações de Ataque.

- Combinações de Ataque com 2 Atacantes no Primeiro Tempo.

 

- Procedimentos no Bloqueio

 

Nota

Vamos partir do pressuposto de que é grande a probabilidade dos ataques serem finalizados diante de bloqueio simples, ainda mais quando a Combinação é perfeitamente executada. Logo, a missão dos bloqueadores é muito difícil.

 

B3

O Bloqueador-Central (B3), de modo geral, o maior especialista em bloqueio de bolas de 1º. Tempo. Deve se incumbir do bloqueio do atacante da Bola de 1º Tempo mais próxima ao Terço Central da Rede, quase sempre à frente do levantador.

 

1ª. Atribuição – Responsabilidade Principal.

- Bloqueio da Bola de 1º Tempo no Terço Central da Rede, de modo geral Cabeça Frente.

 

2ª. Atribuição – Responsabilidade Secundária.

De acordo com a determinação tática adotada:

- tentar participar da Segunda Bola de Tempo, de modo geral às costas do levantador, Cabeça Atrás e/ou China com 1 Pé na Saída da Rede;

- bloqueio da Segunda Bola, a mais distante em relação ao centro da combinação, ou seja, na extremidade da rede oposta (pos. 4 da quadra oposta)..

 

Nota

Como se trata de uma combinação cujo núcleo ocorre do centro para a saída da rede (da quadra oposta), os dois bloqueadores envolvidos nos bloqueios das Bolas de Tempo são B3 e B4. Respectivamente à frente e atás do levantador. No caso, é muito provável que B2 se encarregue individualmente do bloqueio da bola na extremidade da rede.

 

Nos diagramas a seguir, os posicionamentos de B3 e seus deslocamentos para compor bloqueios duplos com B4 e B2. Repare que no diag. 9 é praticamente impossível posicionar-se a tempo para o bloqueio da Bola de Tempo, Cabeça Atrás, atacada por A4; as duas são levantadas/atacadas no mesmo tempo. No diag. 10, como as bolas são mais distantes, é mais provável que consiga participar como segundo bloqueador, sobretudo se saltar pouco ou não saltar para o bloqueio da Cabeça Frente, sua Atribuição Principal.

 

 

 


 

B4

 

1ª. Atribuição – Responsabilidade Principal.

- Bloqueio da 2ª. Bola de Tempo, atrás do ponto em que o Levantador se posiciona: Cabeça Atrás e/ou China com 1 Pé na Saída da Rede.

 

2ª. Atribuição – Responsabilidade Secundária.

De acordo com a tática estabelecida:

- bloqueio da 2ª. Bola de Tempo, Cabeça Frente;

- deslocar-se à direita, a fim de auxiliar do bloqueio da bola atacada na extremidade oposta; nos caso em que o passe não chega à Zona de Levantamento.

Nos diagramas a seguir, utilizando as mesmas combinações como exemplo, a movimentação de B4. Sua participação é muito limitada. Repare que ele se coloca no Posicionamento Fechado. Neste ponto está bem à frente da Cabeça Atrás, de A4 e à cerca de 3 m da China com 1 Pé na Saída da Rede, de A6. São suas Primeiras Atribuições. É praticamente impossível sua participação no bloqueio da bola atacada na extremidade, de A5; exceto, obviamente, nos casos em que a bola não é levantada da Zona de Levantamento.

 

 

 


 

B2

 

1ª. Atribuição – Responsabilidade Principal.

- Bloqueio da Bola de Ponta (pos. 4 da quadra oposta), de A5.

 

2ª. Atribuição – Responsabilidade Secundária.

 

- Auxílio no Bloqueio da Bola de Primeiro Tempo Cabeça Frente, juntamente com B3

Nos diagramas a seguir, utilizando as mesmas combinações como exemplo, a movimentação de B2. No diag. 13, B2 na Posição Fundamental Fechada, desloca-se para à direita para cumprir sua 1ª. Atribuição. Na medida do possível, se desloca para a esquerda a fim de auxiliar B3 no bloqueio da Cabeça Frente., sua Atribuição Secundária.

No diag. 14, na Posição Fundamental Fechada está distante em relação às Bolas de Tempo. Logo, sua missão é apenas o bloqueio da Bola de Ponta, de A5.posicionado de frente para a

 

Notas

Uma boa estatura é indispensável para o bloqueio de bolas de tempo. Quando o bloqueador da pos. 2 (B2) é o Oposto, geralmente atletas de boa estatura, a função de bloqueio das bolas de tempo é, em tese, exequível com maior eficiência; quando o Levantador, geralmente atletas de menor estatura, a execução da função torna-se bem mais difícil.

É grande a probabilidade de B2 bloquear individualmente a Bola de Ponta. O procedimento mais comum e o fechar a trajetória da bola para a diagonal. Repare nos diagramas que ele se posiciona ligeiramente à esquerda do ponto em que a bola é atacada.

 

 

 

A fim de traçar estratégias e táticas de bloqueio para o confronto contra combinações que utilizam dois atacantes no 1º. Tempo, é indispensável que a equipe disponha de jogadores com boa estatura e, sobretudo, capacidade técnica para bloqueio de bolas de tempo.

 

Continuação no artigo 62, com Procedimentos na Defesa

 

Home

Ir para Menu Vôlei de Quadra