Estratégias/Táticas - Artigo 41

 

- Estratégia/Táticas Defensivas.

- Estratégias/Táticas - Coletiva.

- Estratégia Defensiva para Neutralizar Combinações com o Centro entre o Meio e a Saída da Rede (pos. 2).

 

Em artigos anteriores - quadro das combinações de ataque - apresentamos, inicialmente, as combinações com 3 atacantes na rede. Na apresentação das Estratégias/Táticas para neutralizá-las, começaremos - nos artigos 39 e 40 - pelas que contam com 2 Atacantes na rede sem atacante do Fundo. Neste apresento as mesmas com 1 atacante do fundo

 

- Combinações c/ 2 Atacantes na Rede e c/ 01 Atacante do Fundo.

- Combinações com o Centro entre o Meio para a Saída da Rede (pos. 2).

 

Bloqueio.

 

- Bloqueio por meio da Manobra 1 - 2.

Nos diagramas a seguir, exemplos de combinações do meio para a saída da rede, com 2 atacantes na rede e com 1 atacante do fundo. A ordem de saque é:

 

A6
LI
AF
   
L
A2
A3

 

 

- Líbero (LI), que substitui A5.

- Os números A2 e A5 (LI) são atacantes de 1o. Tempo.

- Os números A6 e A3 são atacantes de ponta / 2a. Bola / 3a. Bola.

- O número A4 (AF) é o Oposto / atacante de 2a. ou 3a. Bolas.

- L é o levantador, no caso, na pos. 2.

 

As combinações são realizadas de acordo com a Bola de Tempo e a Bola do Fundo.

No diagrama A, a Combinação é com a Bola de Tempo Cabeça Frente, pela pos. 3, e a Bola do Fundo, pela pos. 1. A 3a. Bola é uma "Chutada", na pos. 4.

No diagrama B, com a Bola de Tempo Cabeça Atrás ou "China com 1 Pé na Saída da Rede e a Bola do Fundo pela pos. 6. A 3a. Bola é também uma "Chutada" na pos. 4.

 

Nota

Repare que, em ambas, o A3 - atacante de ponta - tem que recuar para a linha da recepção do saque, a fim de participar da mesma. Com isso, propicia a possibilidade do AF não participar da recepção e pode estar livre para atacar do fundo.

 

 

Nota

No voleibol atual as Bolas Atacadas do Fundo são atacadas praticamente no mesmo tempo em que as Bolas de Tempo. Este fator dificulta e muito a atuação do bloqueio, como veremos a seguir.

 


 

- Procedimentos no Bloqueio.

 

- Bloqueio por meio da Manobra 1 - 2.

O bloqueio por meio da Manobra 1 - 2 se caracteriza por uma divisão de atribuições previamente estabelecidas. Cada bloqueador, colocado na Posição Fundamental de Aberta, tem como 1ª Atribuição - Responsabilidade Principal - a marcação de um atacante específico em um determinado trecho da rede (3 metros) e a ainda uma 2ª Atribuição - Responsabilidade Secundária - que é o auxílio aos demais bloqueadores nas suas atribuições.

A manobra é adequada contra equipes que realizam a combinação com bastante velocidade, ou seja, como mencionado na nota anterior, com a Bola de Tempo e a do Fundo praticamente no mesmo tempo.

A razão: os bloqueadores, na pior das hipóteses, se encarregam pelo bloqueio da bola finalizada no terço da rede sob sua responsabilidade. Dificilmente têm possibilidade de compor bloqueio duplo com qualquer dos companheiros. No caso, como os bloqueadores se postam na Posição Fundamental de Aberta, já se encontram mais próximos das extremidades da rede, pontos em que as três Bolas são finalizadas.

No diag. 1, a Bola de Tempo na frente do levantador - Cabeça Frente - é combinada com a Bola do Fundo pela pos. 3.

No diag. 2, a Bola de Tempo atrás do levantador - Cabeça Atrás ou China com 1 Pé na Saída da Rede - é combinada com a Bola do Fundo pela pos. 6.

 

 

Nota

As combinações apresentadas nos diagramas A e B, basicamente combinam a levantamento da Bola de Tempo com a da Bola do Fundo; a Bola na pos. 4 é comum às duas.

 


 

B3

- 1ª Atribuição - Responsabilidade Principal.

- Posicionado de frente para o atacante da 1a. Bola, é o responsável pelo bloqueio da:

- 1ª Bola Cabeça Frente, quando o AF é pela pos. 1 (diag. 1);

- 1a. Bola Cabeça Atrás, quando o AF é pela pos. 6 (diag. 2);

 

- 2ª Atribuição - Responsabilidade Secundária.

- Deslocar-se para à esquerda, a fim de:

- compor o bloqueio duplo com B4 para o ataque do A2 quando este parte para o ataque da Bola de Tempo China com 1 Pé na Saída da Rede.

- compor o bloqueio duplo com o B4 para o ataque do AF, pela pos.1.

- Deslocar-se para à direita a fim de:

- compor o bloqueio duplo, com B2, para o ataque da Bola do Fundo (AF), pela pos. 6, quando está é atacada entre as pos. 6 e 5; ocorre com elevada freqüência.

- compor o bloqueio duplo, com o B2, para o ataque do A3 (adversário) na Bola de Ponta, em ambas as combinações;

 

Notas

- É muito importante a capacidade de análise do B3, para que julgue corretamente a necessidade de saltar ou não, saltar pouco ou muito com o 1º Homem (adversário). Dependendo do acerto dessa decisão, poderá chegar a tempo nas bolas das suas 2as. Atribuições.

- O Procedimento dos Bloqueadores de Meio é muito observado por treinadores e levantadores, antes dos jogos. No decorrer do jogo, quando constatam dificuldade na capacidade de análise dos bloqueadores de meio, ambos exploram bastante.

 


 

B4

- 1ª Atribuição - Responsabilidade Principal.

Bloqueio da:

- Bola do Fundo pela pos. 1, quando a 1a. Bola é a Cabeça Frente;

- Bola de Tempo quando esta é a China com 1 Pé na Saída da Rede;

 

- 2ª Atribuição - Responsabilidade Secundária.

Deslocar-se para a direita, a fim de:

- auxiliar o B3 no bloqueio das 1ª Bolas, tanto na Cabeça Frente quanto na Cabeça Atrás;

- auxiliar o B3 no bloqueio da Bola do Fundo, quando esta é realizada pela pos. 6;

- no caso de recepção imperfeita da equipe adversária, compor o bloqueio triplo, com B3 e B2, para o bloqueio do Ataque de Ponta (A3), na extremidade da rede.

 


B2

- 1ª Atribuição - Responsabilidade Principal.

- Bloqueio do A3 na Bola de Ponta.

 

- 2ª Atribuição - Responsabilidade Secundária.

- Deslocar-se para à esquerda, a fim de:

- compor o bloqueio duplo, com o B3, na Bola do Fundo pela pos. 6;

- auxiliar o B3 no bloqueio da 1ª Bola, Cabeça Frente, quando esta é atacada do terço central para a extremidade da rede em que está posicionado.

 

Nota

É muito difícil, para não dizer impossível, o B2 poder participar do Bloqueio Duplo (com B3) para a Bola de Tempo Cabeça Frente. No caso, ele ainda assim desloca-se à esquerda e se responsabiliza pela bola "largada" atrás do bloqueio.

 

Em virtude da grande extensão da apresentação do assunto, faremos a continuação no artigo 42, com a Manobra 2-1.

Home

Ir para Menu Vôlei de Quadra