Vínculos entre as Ações dos Sistemas no Voleibol

- Sistema Defensivo - Recepção/Levantamento/Ataque/Transição para o Sistema Defensivo

 

O voleibol é um esporte muito dinâmico. A marcação de um ponto resulta na eficácia da execução de uma série de ações vinculadas umas às outras. Tenho assistido, frequentemente, a jogos entre equipes das categorias de base, mirim, infantil e infanto-juvenil. Dos Campeonatos Cariocas, dos Mineiros e, por último, dos jogos da Taça Paraná. É possível observar bons jogadores, isto é, com boas capacidades; físicas e técnicas. Contudo, observo que são eficientes no desempenho de ações isoladas ou de uma única ação. Poderiam ser mais eficientes na medida que fossem mais atentos à importância dessa vinculação entre as ações.

Alguns exemplos.

 

1 - O atleta recepciona o saque e fica torcendo para que a bola chegue em boas condições para o levantamento; ação subsequente. Quando o certo é recepcionar e se deslocar para a cobertura do ataque.

2 - O levantador executa um levantamento e fica torcendo para que seu companheiro consiga marcar o ponto. Quando é certo é se deslocar imediatamente para a cobertura do ataque.

3 - O atleta salta para um bloqueio, a bola passa e ele não se dá conta que que a mesma possa ser defendida, e que essa bola possa vir na sua direção. Quando o certo seria se voltar para sua própria quadra e se preparar para a ação subsequente, por exemplo, executar um levantamento.

4 - A bola toca no bloqueio se se dirige para fora da quadra. Muitas vezes seus companheiros ficam torcendo para aquele que vai atrás dela consiga recuperá-la. Quando o certo é se aproximarem para, no caso de sucesso (do companheiro) executar o levantamento.

Enfim, são ações isoladas, muitas vezes bem realizadas, que poderiam resultar na marcação do ponto, que, muitas vezes, são interrompidas pela falta de noção da vinculação entre as ações.

Este artigo e o próximo têm em vista chamar atenção para essa peculiaridade marcante em equipes de iniciantes, em equipes de categorias de base. Também, da importância e da necessidade do treinamento desta importante propriedade; característica marcante das grandes equipes.

 

Recepção-Levantamento-Ataque

     
Função Primeira Ação Ações Subsequentes 1 Ações Subsequentes 2
- atacante que recepciona - recepcionar e se aproximar para o ataque - atacar, se receber - se não receber, deslocar para a cobertura do ataque
- jogador que só recepciona - recepcionar - aproximar p/ a cobertura do ataque - participar da cobertura do ataque
- atacante da bola de 1º. Tempo - aproximar para o ataque (de modo geral não recepciona) - atacar, se receber - se não receber, deslocar para a cobertura de ataque
- levantador - deslocar para a Zona de Levantamento - executar o levantamento - participar da cobertura do ataque

 

Nos diagramas a seguir, ilustração do que está apresentado no quadro acima.

Diag. 1 - A Formação para a Recepção do Saque. A Ordem de Saque está à esquerda. OP - Oposto; A2 e A4 - Pontas Passadores; A3 e A6 - Atacantes da Bola de Primeiro Tempo; L, Levantador.

Diag. 2 - Os três atacantes se deslocando (linhas tracejadas mais claras) para o Ponto em que fazem suas Aproximações Finais para o Ataque (OP, A3 e A2, sublinhados).

Diag. 3 - O ataque é finalizado por OP na pos. 4. Todos os demais jogadores (exceto L - Libero) saem dos pontos em que finalizaram as aproximações finais para o ataque e se deslocam (linhas tracejadas mais com cores mais fortes) para seus posicionamentos na Cobertura do Ataque. A4 (correspondente de OP) A3, que não recebeu e o L na primeira linha da cobertura (arco em verde mais escuro). O A2, que não recebeu e o Libero participam na segunda linha da cobertura (arco em verde mais escuro).

 

 

 

Como desdobramentos podem ocorrer: 3 Positivos e 2 Negativos (quadro a seguir).

 

Desdobramentos Positivos Ação Subsequente
1 - ataque que resulta em ponto; conquista o direito de sacar - a equipe executa o saque e organiza seu Sistema Defensivo
2 - ataque em que a bola bate no bloqueio adversário e volta para a própria equipe (que atacou) - cobertura do bloqueio e re-ataque
3 - ataque em que a bola é defendida pela equipe adversária e volta para a quadra da própria equipe (que atacou) - defesa e re-ataque
   
Desdobramentos Negativos  
4 - ataque bloqueado que resulta em ponto do adversário - preparar para nova recepção-levantamento-ataque
5 - ataque em que a equipe adversária defende e conquista a posse da bola - realiza a transição do Sistema Ofensivo para o Defensivo
6 - falha na recepção, levantamento ou ataque que resulta em ponto para o adversário - a equipe se organiza para nova recepção do saque

 

No próximo artigo, Ações do Sistema Defensivo: Saque, Bloqueio, Defesa e Transição para o Sistema Ofensivo.

Voltar ao Menu de Colunas

Voltar/Home